Sinopse

Este livro é uma colectânea de artigos que contribui, pela riqueza do seu conteúdo, para testemunhar de forma eloquente a nossa vontade em reforçar os laços de parceria entre dois grandes espaços linguísticos: Lusofonia e Francofonia. Permite, sobretudo, iniciar uma reflexão comum sobre acções futuras a desenvolver em conjunto.

É um apelo para construir uma ponte entre os espaços lusófonos e francófonos que enriqueça a nossa visão do mundo. Ao alargar-se a fronteira do conhecimento, alarga-se também a nossa percepção do desconhecido e a nossa compreensão dos outros e de nós próprios, fortalecendo indelevelmente os laços que nos unem e a nossa forma de estar num mundo globalizado.

Devemos prosseguir o nosso diálogo nesta direção porque sabemos que para nós, latinos, defender a língua é defender uma maneira de conceber, de dizer e de escrever o mundo: através das nossas línguas, temos em comum uma sensibilidade, um modo de pensar, uma filosofia: o humanismo. Assim, a promoção da língua portuguesa ou da língua francesa não é um fechar--se em si mesmo; pelo contrário, é abrir-se à diversidade do mundo.

Perante o desafio da globalização, nestes tempos de supremacias, talvez não haja conceito mais importante que o de latinidade. Juntos, podemos oferecer um contrapeso cultural, uma escapatória para a diversidade em colaboração com outras línguas que lutam para afirmar a sua identidade. a consciência desta latinidade nos distinguirá.

Lusofonia e Francofonia: A aliança da <Latinoesfera>

19,50 €Prix
  • Lusofonia e Francofonia
    de Isabelle Oliveira 
    ISBN: 9789723616118Edição ou reimpressão: 10-2017Editor: Edições AfrontamentoIdioma: PortuguêsDimensões: 166 x 238 x 22 mm Encadernação: Capa mole Páginas: 178Tipo de Produto: Livro Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Ensaios
  • Isabelle de Oliveira é professora efectiva de Ciências da Linguagem na Université de Paris-Sorbonne (Paris III), na qual tem exercido diversas funções de responsabilidade desde 2010 até ao presente.

     

    Defendeu duas teses universitárias: uma primeira em Ciências da Linguagem, em 2005, na Université Lumière Lyon II, sob o título Nature et fonctions de la métaphore en science: l’exemple de la cardiologie, versando sobre a metáfora em ciência, nomeadamente no discurso médico e no Direito. em 2014, defendeu uma segunda tese, também no domínio das Ciências da Linguagem, na Université de Paris-Sorbonne (Paris III), sob o título Discours scientifique et technique et figures de style, atingindo o mais alto grau de docência no sistema universitário francês, a Habilitation à diriger des recherches.

    É orientadora de investigação (Ciências da Linguagem) na Université de Paris-Sorbonne (Paris III), na École Doctorale 268. É membro do Instituto de Ciências Cognitivas – o conceituado Centre National de Recherche Scientifique (CNRS) e tem criado redes internacionais de cooperação académica e científica na Europa, África, Ásia e América.

    Organizou igualmente inúmeros seminários, colóquios e congressos, entre os quais se destaca o Congresso da Língua Portuguesa, em 2013. É autora de mais de 50 artigos sobre diversos domínios publicados em França, Portugal, Canadá, Brasil, Angola, Roménia, Itália, Egipto, Líbano, Dinamarca e Espanha, entre outros.

    Apaixonada pela causa da promoção da língua portuguesa e das culturas lusófonas no mundo, as suas investigações e actividades giram em torno de quatro eixos: o mundo lusófono em toda a sua diversidade cultural e linguística; a sua democratização; a análise efectuada nas áreas geolinguísticas na qualidade de objectos da teoria das relações internacionais; e, por fim, a educação e a cooperação universitárias no mundo lusófono.